Ficha Técnica


Realização: Observatório Jovem do Rio de Janeiro


Direção: Paulo Carrano


Duração: 90 minutos


Produção: Ana Karina Brenner e Raquel Stern


Fotografia, Câmeras e Som Direto: JV Santos e Luciano Dayrell


Câmera de apoio: Caio Miranda e Carolina R. Ussler


Som Direto de apoio: Rodrigo Maia e Bruno Ramos (Assistente)


Edição: Luciano Dayrell


Roteiro: Ana Karina Brenner, Luciano Dayrell, Marcela Betancourt, Paulo Carrano,
Patricia Abreu, Taynã Ribeiro e Viviane de Oliveira


Entrevistas: Ana Karina Brenner, Marcio Amaral, Paulo Carrano, Patricia Abreu

 

Trilha Sonora – composição|arranjo|instrumentos: Thiago Sobral e Lucas Fixel

 

Dispositivos de Foto e Video: Alexandre Nascimento Guimarães, Jhonata Franscisco Barbosa
e Maria Cidicléia Silva Nunes

 

Apoio: Faperj, CNPq, ANPEd, Faculdade de Educação da UERJ, Faculdade de Educação da UFF, Programa de Pós-Graduação em Educação da UFF e Laboratório da Imagem Documental em Educação (LIDE/UFF).

Equipe do site

Designer gráfico: Pablo Meijueiro

Produção de conteúdo: Camilla Shaw

Desenvolvimento Web: Ana Serrano

Equipe
Ana Karina
Ana Karina

Ana Karina é graduada em Psicologia, fez Mestrado e Doutorado em Educação, é professora da Faculdade de Educação da UERJ e do Programa de Pós Graduação em Educação - ProPEd. Nascida no Paraná mudou-se para o Rio de Janeiro em 2002, na mesma época em que foi criado o Observatório Jovem do Rio de Janeiro ao qual se associou como pesquisadora ainda no início do mestrado. Já trabalhou com e estudou a questão dos adolescentes em conflito com a lei. Atualmente pesquisa os engajamentos de jovens, notadamente em partidos políticos e também os jovens que encontram na Educação de Jovens e Adultos (EJA) uma possibilidade de restituir seu direito à Educação.

Joelina Xavier
Joelina Xavier

Joelina é pedagoga formada pela Universidade Estadual Vale do Acaraú- UVA em 2008, Mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense – UFF em 2016. Participou do Observatório Jovem da UFF e do Núcleo de Estudos e Documentos sobre Educação de jovens e Adultos (NEDEJA) entre os anos 2014 e 2015. Atualmente coordena uma escola municipal e tem intensificado estudos sobre Juventude e Ensino Médio Profissionalizante na cidade de Sobral/CE.

Lucas Fixel
Lucas Fixel

Lucas Fixel é profissional da música desde os 15 anos, atuando como baterista, percussionista, compositor e arranjador. Atua em palcos nacionais e internacionais, tanto na música como no teatro musical. Morou 5 anos na Espanha onde trabalhou como músico, professor e arranjador. Estudou jazz performance, arranjo e composição por 4 anos no Seminário Permanente de Jazz de Pontevedra, participando de 4 albuns da escola como músico, compositor e arranjador. Estuda bacharelado em arranjo na UNIRIO, participou dos programas:Jazz/Rock performance III, Big band, arranjo e produção musical na Örebro University 2016/2017. Em 2015 lançou o disco "Rebentação", onde participa como músico em todas as faixas e também como arranjador e diretor musical.

Marcela Betancourt
Marcela Betancourt

Marcela Betancourt é professora de linguagem do Pedagógico de Santiago Chile, fez mestrado na Universidad Academia de Humanismo Cristiano onde iniciou a linha da pesquisa centrada nos significados da democracia para estudantes de Pedagogia. Produziu o documentário Atores Secundários com o interesse de resgatar a memória da juventude que enfrentou a ditadura civil militar chilena, uma história desconhecida por grande parte das novas gerações e que serve de marco para as novas mobilizações estudantis. Hoje é doutoranda em Educação da UFF, onde participa do grupo de pesquisa Observatório Jovem, e é docente da Faculdade de Educação da Universidad Central do Chile.

Márcio Amaral
Márcio Amaral

Márcio Amaral é pedagogo, doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, pesquisador em temáticas relacionadas às juventudes, principalmente urbana e de periferia. Trabalhou em diferentes projetos de pesquisa, desde política pública, coletivos juvenis, experiências de grupos de dança do hip hop entre outras trajetórias juvenis. Integrou a equipe do Observatório Jovem em 2014, participando das pesquisas e produções audiovisuais, enquanto fazia estágio do Doutorado na UFF. Atualmente trabalha em Porto Alegre, com assessoria educacional na Rede de Escolas ICM.

Paulo Carrano
Paulo Carrano

Paulo Carrano é carioca do bairro de Bonsucesso e hoje mora em Niterói. É Doutor em Educação, Professor da Faculdade de Educação da UFF e dos Programas de pós-graduação em “Educação” e “Cultura e Territorialidade”. Foi Diretor da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Educação (ANPEd) entre os anos de 2013 e 2017 onde coordenou o setor de Comunicação e Jornalismo. É bolsista Cientista do Nosso Estado da FAPERJ. Coordena o Grupo de Pesquisa Observatório Jovem do Rio de Janeiro/UFF. Desde 2000 realiza pesquisas com suporte audiovisual com a seguinte filmografia na condição de diretor e co-diretor: Fora de Série; Uma escola entre redes sociais; O fado é bom demais....; Escolas de Guiné Bissau; Cabo Verde: a educação entre-línguas; X Encontro de Jongueiros; Jovens do Morro do Palácio: cinco caminhos; Sou de Jongo; Bracuí: velhas lutas, jovens histórias; Se eles soubessem – Ibamô; Sementes da Memória; Jovens no Centro.

Reinaldo Ramos
Reinaldo Ramos

Reinaldo Ramos nasceu na cidade do Rio de Janeiro. Suburbano de diversos bairros, é doutorando em Educação pela UFF, mestre em Educação em Ciências e graduado em Filosofia, ambos pela UFRJ. Premiado em concurso nacional de redação sobre os cem anos da morte de Machado de Assis. Participou da coletânea do projeto “Realengo – Poetas pedem paz”, publicada na revista “Germina”. Em 2011 publicou seu primeiro livro de poesia, "Livro de Mentira" (prefácio de Jorge Tufic e contracapa de Gregório Duvivier). Tem experiência como educador na rede pública do Estado do Rio e como pesquisador trabalhou no LAB Espaço (IPPUR-UFRJ) e no Observatório Jovem do Rio de Janeiro. É técnico em assuntos educacionais da UFF.

Thiago Sobral
Thiago Sobral

Thiago Sobral é formado em cinema pela UFF e atua profissionalmente como técnico de som, editor de som e compositor de trilhas sonoras. Entre seus principais trabalhos estão os longas-metragens Torquato Neto: Todas as Horas do Fim (2017), de Marcus Fernando e Eduardo Ades – eleito melhor desenho de som pelo Festival do Vale de Ivinhema; Yorimatã (2016), de Rafael Saar - melhor documentário pelo Júri Popular e pelo Júri Oficial do 7º In-Edit Brasil; Crônicas da Demolição (2015), de Eduardo Ades, melhor edição de imagem e som pelo 15º Festival RECINE. Trabalhou também na restauração de longas-metragens da Cinédia: Rico Ri à Toa, de Roberto Farias, e Estou Aí, de Cajado Filho, através do estúdio Rob Filmes.

Bruna Navarro
Bruna Navarro

Bruna Navarro iniciou em 2015.2 o curso de Ciências Sociais na Universidade Federal Fluminense e junto ao curso complementa sua formação cursando disciplinas do curso de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo. Trabalha com fotografia. É editora da Revista Ensaios - UFF e estagiária na Revista Históricos CPDOC-FGV. Foi bolsista de iniciação científica na pesquisa Jovens Fora de Série.

João Vitor Santos
João Vitor Santos

João Vitor Santos atua como Pesquisador, Realizador de filmes, Fotógrafo, Produtor Cultural e na troca de saberes através dos movimentos Norte Comum e Cafuné na Laje. Pesquisa e estuda Culturas e Mídias pelo Departamento de Estudos Culturais e Mídia. Faz parte do núcleo de audiovisual do Pontão de Cultura do Jongo/Caxambu na Universidade Federal Fluminense. Últimos trabalhos foram pesquisa para o filme “Favela que me viu Crescer”, que se desdobrou na exposição Outro Olhar lançada em 2017. Ensaio Fotográfico “Vila Autódromo, Marcas da Vida”, co-produção no filme “O Maraca é Nosso?”, e roteiro e direção do filme “O Subúrbio é o Centro”.

Luciano Dayrell
Luciano Dayrell

Luciano Dayrell é formado em cinema na Universidade Federal Fluminense e natural de Viçosa, Minas Gerais. Foi a partir do envolvimento com o Observatório Jovem da UFF que começou a atuar no campo do documentário, assumindo o audiovisual como ferramenta de pesquisa e produção acadêmica. Este trabalho se desenvolveu em outras atividades, como formação, documentação e divulgação no campo do audiovisual junto às comunidades jongueiras do Pontão de Cultura do Jongo/Caxambu. No Norte de Minas Gerais, produziu vários documentários sobre as comunidades tradicionais da região, sempre associado às próprias articulações desses povos e em diálogo com seus representantes. Hoje trabalha com produção audiovisual e pesquisa no contexto acadêmico e com trabalhos autorais em diversos segmentos.

Mariane B. da Costa
Mariane B. da Costa

Mariane B. da Costa é graduada em Pedagogia e Educação Física. Realizou Mestrado e Doutorado em Educação na Universidade Federal Fluminense (UFF). Desde o ano de 2009 participa das pesquisas e atividades desenvolvidas pelo Observatório Jovem. Atualmente trabalha na rede Estadual como Orientadora Educacional e professora da rede Municipal do Rio de Janeiro - RJ.

Patrícia Abreu
Patrícia Abreu

Patrícia começou a cursar Pedagogia na UFF em 2005. Lá, conheceu o grupo de pesquisa Observatório Jovem e integrou a equipe como bolsista de iniciação científica em 2008. Ao longo destes dez anos, participou de três pesquisas e, consequentemente, da realização de três documentários. Neles, a sua contribuição vai desde a elaboração de roteiro, passando pela produção das filmagens e realização de entrevistas, chegando à edição. Entre 2011 e 2012, cursou Education et Formation no Institut Universitaire de Formation de Maîtres – IUFM. Concluiu o mestrado em Educação na UFF em 2016 com a dissertação “Percurso biográfico, trajetória escolar e territórios usados por um jovem fora de série”, vinculada à pesquisa Jovens Fora de Série.

Raquel Faria Stern (In memoriam)
Raquel Faria Stern (In memoriam)

Raquel Faria Stern (In memoriam), 31, produtora do filme "Fora de Série". Raquel era formada em cinema pela UFF e cursava o Mestrado em Integração Contemporânea da América-Latina na Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila). Realizou viagem coletiva em busca da diversidade musical da América do Sul produzindo a websérie “Magnólia Vai!” – “um programa de música, viagem, bate-papo e encontros muito-culturais, tudo junto” em busca do diálogo da diversidade cultural latino-americana. “Magnólia vai!” ganhou o prêmio de melhor websérie de variedades no Rio WebFest. Raquel foi sócia-proprietária da Produtora Geringonça Filmes.

Taynã Ribeiro
Taynã Ribeiro

Taynã Ribeiro é bacharel em sociologia pela Universidade Federal Fluminense. Atualmente pesquisa temas relacionados à cultura popular e patrimônio cultural em meio aos carnavais de rua do subúrbio carioca. Atuou como educador em projeto social voltado para promoção de atividades sócio-educativas, inclusão e valorização da cidadania de crianças e adolescentes sorodiscordantes em Niterói. É membro do Observatório Jovem/UFF. Foi bolsista de iniciação científica na pesquisa Jovens Fora de Série.